Blog Saúde Bucal

Radiografia panorâmica: quando é indicada e quais são as vantagens?

Antes de iniciar qualquer tratamento, o dentista analisa a condição bucal do paciente, podendo precisar de exames complementares para diagnosticar disfunções orais e recomendar uma terapia específica para a pessoa. A radiografia panorâmica registra imagens das estruturas dentárias, tornando possível, inclusive, deter uma infecção que não causou danos muito aparentes nos dentes.

Este conteúdo mostra o que é, para que serve e em que casos a radiografia panorâmica é indicada — avaliações ortodônticas, checagem de lesões e análise de surgimento dos terceiros molares, por exemplo. Além disso, você vai entender como é realizado e quanto tempo dura o exame, bem como as vantagens atreladas a essa técnica. Boa leitura!

O que é a radiografia panorâmica?

A radiografia panorâmica é um tipo de raio-X que engloba o complexo maxilomandibular, isto é, capta uma tomografia dos arcos dentários, maxilar e mandibular. Dessa forma, o exame — muito comum em consultórios odontológicos — produz uma única imagem das estruturas faciais, facilitando o diagnóstico e o tratamento clínico.

Por que é importante fazer radiografia panorâmica?

Não é sem motivo que a radiografia panorâmica é um método padrão para analisar a anatomia dos elementos dentários. A técnica permite localizar a posição dos dentes e facilita o diagnóstico de infecções na cavidade, por exemplo. 

Além disso, a imagem radiográfica permite definir uma extração, quando o dano provocado na dentição é irreversível, auxiliando na preservação de estruturas saudáveis na boca.

Qual é a diferença entre radiografia panorâmica e periapical?

Quando comparado à radiografia periapical, o exame panorâmico tem um nível de praticidade maior e expõe menos os elementos dentários aos raios X.

A tomografia panorâmica oferece um diagnóstico preciso quando falamos de disfunções na parte óssea da boca, podendo ser complementada pela radiografia periapical — em especial, para verificar a anatomia dos dentes e do osso que sustenta os tecidos e a arcada dentária.

Quando a radiografia panorâmica é indicada?

Muitos dentistas solicitam a realização de radiografia panorâmica ao paciente, mas nem sempre o exame é indicado. O ideal é conhecer as indicações dessa técnica com raio-X. Confira!

Avaliações ortodônticas

A radiografia panorâmica é muito indicada para quem tem problemas ortodônticos, isto é, disfunções no crescimento e no desenvolvimento dos dentes.

O exame compõe a documentação usada pelo dentista para avaliar o caso — a partir de uma imagem dos elementos dentários e da parte óssea da boca — e, claro, indicar o melhor tratamento para o paciente.

Além da radiografia panorâmica, a documentação ortodôntica costuma incluir uma radiografia periapical, uma análise cefalométrica (para análises orofaciais) e fotografias extra e intrabucais.

Checagem de lesões

Lesões causadas por cáries, rachadura dental e restauração insatisfatória podem danificar a parte interna da dentição, chamada de polpa — o que nem sempre é visível na hora da consulta odontológica. Pessoas que sofrem com esse tipo de trauma odontológico devem realizar uma radiografia panorâmica.

Avaliação dos terceiros molares

Os terceiros molares, popularmente chamados de dentes sisos, são os últimos a irromper na arcada dentária, ocorrendo nas extremidades das arcadas superior e inferior.

Em alguns casos, os terceiros molares podem permanecer inclusos (sem condição para nascer), prejudicando outros elementos dentários e levando a problemas na cavidade.

Para evitar imprevistos, o ideal é que os pacientes com disfunção nos dentes sisos realizem a radiografia panorâmica, identificando a situação da dentição. 

Análise do suporte ósseo periodontal

A radiografia panorâmica também serve para analisar o suporte ósseo periodontal — uma camada óssea que reveste o tecido gengival e os dentes. Esse exame fornece importantes informações para a indicação de próteses, extrações e implantes.

Como é realizada a radiografia panorâmica?

A radiografia panorâmica é considerada um processo simples e rápido, sendo indolor para o paciente — que apenas deve usar um afastador de lábios, para que a arcada dentária fique bem exposta aos raios X.

Igualmente, o rosto da pessoa é posicionado no equipamento, que, em pouco tempo, registra a imagem da cavidade bucal.

Quanto tempo demora para fazer radiografia panorâmica?

Muitos pacientes ficam ansiosos para saber quanto tempo demora para realizar a radiografia panorâmica. A duração desse tipo de raio-X depende do número de incidências que devem ser analisadas na cavidade bucal. Apesar disso, o tempo médio para a finalização do exame é de 10 minutos.

Quais são as vantagens desse tipo de radiografia?

Até aqui, você sabe para que serve a radiografia panorâmica, um exame bastante solicitado por dentistas, mas quais são as vantagens dessa técnica? Listamos as principais!

Visualização completa da arcada dentária

A radiografia panorâmica, diferentemente de outros exames odontológicos — a exemplo da radiografia periapical —, fornece imagens detalhadas de toda a estrutura dentária. Assim, o dentista consegue agilizar a consulta, chegando a um diagnóstico adequado do problema com o auxílio de uma única imagem da cavidade.

Diagnóstico mais preciso

O item anterior nos traz a este, pois, com o advento da radiografia panorâmica, os dentistas conseguem diagnosticar um problema de maneira mais precisa, uma vez que o raio-X registra os componentes internos dos dentes e dos ossos bucais.

Prevenção de cáries

Por fim, a radiografia panorâmica ajuda a prevenir cáries — condição atrelada à proliferação de bactérias na boca. Os micro-organismos se alimentam de restos de alimento na arcada, deixando pequenos furos nos dentes.

Nem sempre as cáries causam sintomas, por isso, podem ser prevenidas com a radiografia panorâmica, indicando superfícies cariadas ou o avanço do tártaro (endurecimento da placa bacteriana) na boca.

Neste artigo, você entendeu a importância da radiografia panorâmica para o diagnóstico e a indicação de um tratamento odontológico adequado. Caso o exame seja solicitado pelo seu cirurgião-dentista, não pense duas vezes em realizar esse raio-X dos elementos dentais em uma rede de clínicas com ótima reputação no mercado.

Gostou do conteúdo? Continue se informando sobre as técnicas que ajudam a manter os dentes bonitos e saudáveis! Siga-nos nas redes sociais e receba outros materiais sobre o tema. Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube!

Pesquisar

Categorias

E-Books

Redes sociais

Publicações Relacionadas

Saúde Bucal

Afinal, o que é sialorreia? Entenda aqui

Algumas doenças podem se manifestar na boca, mas ter uma origem mais profunda — no sistema nervoso, por exemplo. Por isso, é importante cuidar da saúde de todas as maneiras possíveis: com uma alimentação saudável, atividades
Saúde Bucal

Aparelho transparente? Confira essa tendência!

Um sorriso alinhado e harmônico pode fazer toda a diferença na vida de uma pessoa. Promove, inclusive, a melhora considerável da autoestima, uma vez que pode influenciar bastante na apresentação pessoal e até mesmo na
Saúde Bucal

Afinal, quais são os tipos de dente? Conheça aqui!

Um adulto saudável tem 32 dentes na boca. Nessa quantidade, como você pode perceber ao passar a língua por eles, há a presença de diferentes tipos de dente. Tal diversidade dentária acontece pois são necessárias

Encontre a Sorridents mais perto de você!

Finalize seu Agendamento

Pesquise a unidade desejada abaixo. Depois, selecione a clínica escolhida para conferir as datas disponíveis para agendamento.

Carregando Unidades...
Nenhum horário disponível para a data selecionada